Entidades, artistas e produtores culturais divulgam Carta ao Prefeito de Quixeramobim sobre possível junção das Secretarias de Cultura e Turismo com Educação

Postal03

Foto: Arquivo ONG IPHANAQ

CARTA ABERTA DAS ENTIDADES, ARTISTAS, PRODUTORES E FOMENTADORES DA CULTURA E DO TURISMO DO MUNICÍPIO AO PREFEITO DE QUIXERAMOBIM

Quixeramobim, Novembro de 2017

Ao
Excelentíssimo Senhor Prefeito
Clébio Pavone Ferreira da Silva

Escrevemos esta carta como forma de manifesto pela atual situação em que se encontra a Secretaria de Cultura e Turismo de Quixeramobim, bem como a classe artística e cultural deste importante município do Estado do Ceará.

“Nesta terra valente e altaneira, de prestígio e renome sem par” como dito no hino, Quixeramobim nasce de um grande celeiro cultural. Desde os primórdios, da Vila de Campo Maior, das trezenas centenárias de Santo Antônio à bravura do beato Conselheiro. Um município rico em história, gravado para sempre na Literatura por Manoel de Oliveira Paiva com sua Guidinha do Poço, na música com Fausto Nilo, no Turismo pelas belezas naturais, na Cultura Popular, com Antônio da Mari’águida, Mestre Piauí, o aboiador Luiz Monteiro, do rabequeiro Luiz Pereira, de saudosa memória, das danças de São Gonçalo, das festas juninas. Além de tantos outros que nesta lembrança não cabiam.

Não se admite que, em plena efervescência cultural e turística, nossa cidade esteja anos luz de uma política democrática. Por tanto, Senhor Prefeito, sinalizamos para que desista da possível ideia de junção da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo com a Secretaria Municipal de Educação. Esta pasta tem um papel fundamental na articulação de políticas públicas voltadas para o benefício dos artistas, produtores, escritores, agentes fomentadores da cultura, organizações não governamentais, institutos, associações e demais entidades, da cidade e do sertão.

Ressaltamos que a CRISE FINANCEIRA que vive o município não pode ser justificativa para a junção das Secretarias de Cultura e Turismo e Educação. Cortar da CULTURA E DO TURISMO o seu protagonismo é ir contra ao que o Senhor defendeu em seu plano de governo na página de nº 15 – “compromisso com o resgate do que há de mais belo construído ao longo da história deste município”.

Manter a pasta Senhor Prefeito, é a possibilidade de atuar institucionalmente captando recursos, fazendo política cultural, o que é travado se o município não tem uma Secretaria do setor, principalmente para o Plano Nacional de Cultura, estando apto para receber recursos federais e estaduais. Sem a Secretaria, o município estará perdendo a capacidade de ter mais recursos, de captar, de regularmente estar habilitado para tal.

Por isso, manifestamos nossa total indignação contra esta possível ideia e cobramos ações URGENTES para o setor Cultural e Turístico, como:

- Imediata reativação do Conselho Municipal de Cultura;
Criação do Fundo Municipal de Cultura com destinação de 1% do orçamento municipal para as políticas culturais;
- Imediata abertura com programação cultural, sinalização adequada, do Memorial Antônio Conselheiro. Lembrança necessária e urgente, pois está com 20 anos que este espaço cultural nunca foi concluído;
- Estabelecimento de diálogo permanente com a classe artística e de produção cultural do município
- Instituição de editais culturais, em diversas áreas para fomento das expressões artísticas, históricas e culturais do município;
- Instituição de um Calendário Cultural Municipal;
- Imediata criação de processo de tombamento municipal dos prédios históricos de Quixeramobim, via projeto de Lei enviado à Câmara Municipal para sua apreciação e votação;
- Imediata contratação de servidores com perfil TÉCNICO para a pasta;
- Imediata instituição de sinalização dos Sítios Arqueológicos do município;
- Instituição de Curso de Formação para “Guia Turístico”;
- Imediata instituição do Arquivo Público Municipal, cujo projeto de Lei para sua criação já foi votado e sancionado por esta municipalidade;
- Imediata modernização da Biblioteca Pública Ismael Pordeus

Ressaltamos que, esta carta é assinada por cidadãos quixeramobinenses ou não que amam esta terra e que discordam da forma com que o Senhor sinaliza tratar a Cultura e o Turismo deste município. Este é um movimento coletivo e esta carta remonta também um pensamento antigo, de gestões que não souberam oferecer a esta pasta o valor que ela precisa.

Não ao CORTE, não ao DESMONTE.

Atenciosamente,

ONG IPHANAQ
Produtores Culturais Organizados do Distrito de Manituba
Cia Lamparim de Arte e Cultura
Coletivo Severinas
Algueiro
Instituto Sol do Meu Sertão de Arte e Cultura
Coletivo de Músicos Independentes de Quixeramobim
Cia dE Teatro 5º arte
Instituto Xique Xique
Associação Comunitária de Juventude Arte e Cultura Chapéu de Palha
Produtores culturais: Felipe Antônio Varello de Sousa; Ruan Carlos Azevedo; Francisco de Souza da Silva; Leticia de Sousa Costa; Luan Lourenço da Silva; Lucas Almeida Azevedo; Lucas de Oliveira Saraiva Leão; Jessyca Coutinho Fernandes; Gregório Veridiano da Silva Neto; George de Castro Sousa; Isabelle Kelly de Oliveira Barroso; Victoria de Lima; Rúben José de Asêvedo; Francisco Janário Moura Paz; Valéria Camurça Rodrigues; Renato da Silva Batista; Lara Sydnna de Souza Tomaz; Dimitra Queiroz; Amanda Queiroz; Maria Auricélia Souza de Oliveira; Rafael Barbosa; Ian Tallys Araújo Nógimo; Vinícius Haryel Martins de Holanda; Isabelle Oliveira
Iago Marcell da Cunha Nogueira – Escritor
Jeferson Caio do Nascimento Souza – Estilista
Pedro Igor – Advogado
Pedro Vitor – Advogado
Valdemar Nascimento – Músico
Kayque Duarte, arquiteto e urbanista
Bruno Paulino – Escritor
Karine Suelanne – Psicóloga e musicista
Sociedade civil organizada: Fátima Liduina Pinheiro Leite, Samara Larissa de Sousa Dantas; Marcela de Matos Porto; Ricardo Pinto Porto; Emerson Silva Neres; Carlos André Soares de Sousa; Regis da Cruz Paulino; Francilino Barbosa da Silva; Maria Cristina Gonçalves Lopes; Geovana A. G. Lima; Janaina M. de O. Batista; Nathalia Lima Maia; Antonio Carlos; Camilo de Almeida; Francisco Milton Hermano Henrique Gomes de Moraes; Ronaldo Marques; Gubson Feitosa Mota Brito; Antonio Rubens do N. Rodrigues; Antonio Claudio Nogueira; Abnoen P. Castelo Branco; Fernando César Lemos; José Leandro da Rocha; Antonio Tiago Paiva Mendes; Francisco Bezerra de Oliveira Júnior; Jamila Almeida Gaspar; José Irineu Paulino de Freitas Filho; Kamila Costa de Oliveira; Pedro Igor Sousa; Francisca Antonia; Sheila Mara Gonçalves; Nazaré Saldanha; Fatinha Borges; Francisco João; Maria de Lourdes Batista; Aline Ferreira Lima; Maria Iracema; Juliana Antonia Aparecida; Francisco Lucas Jauanaira Nogueira.

OBS: Se quiser assinar com a gente esta carta, envie seu nome para nosso email: (iphanaq@gmail.com)